Jornal Letras do Alva   •   Director: Luís António Silva   •   Ano: III

CRÓNICAS DE UMA SENA QUE NÃO ME ASSISTE

CRÓNICAS DE UMA SENA QUE NÃO ME ASSISTE

-Mas quem é que o Senhor pensa que eu não sou!!

Esta é a resposta à pergunta que fechará este texto.

Pois bem, falar-vos-ei aqui da nossa terra, desta Empregada Doméstica, cumpridora das tarefas de zelo dos Curadores do Turismo.

No tanto que me parece. E porquê ? Dizem-me os meus amigos. Ora pois é, esta nossa terra tão barrada por Coimbra, tão esquecida pela Guarda, tão vendida à Covilhã.

Mais parece uma Empregada Doméstica de fim de semana, que varre a casa, limpa o pó, enquanto vende à janela peles, gorros, chinelos e queijo sob qualquer pretexto.

Que me perdoem os ilustres pensadores de Civitas Senna, por desonra ao bom nome da nossa Porta da Estrela. Mas acredito que a Porta foi substituída por uma janela, e em grande parte do tempo está fechada.

Resta-nos pois ficar à janela ver o mundo passar por cem longos anos. Os nossos homólogos transmontanos apanham a A24, A23 e estão de visita à Covilhã. Algarvios, Lisboetas, Alentejanos, Ribatejanos e outros demais só visitam a Covilhã.

Por todo o País, de Aveiro a Leiria, da Guarda a Évora, de Bragança a Portimão ouvimos e vemos espanhóis e aqui não. Porque razão?

Será que os espanhóis não gostam do Queijo de Seia?

Para onde vão os Turistas vindos de Espanha?

Pois é, são absorvidos pela Guarda e dos que sobram seguem para a Covilhã.

Há poucas semanas, deparei-me com uma promoção Turística no Jornal Espanhol (online) El Pais, a convidar a visitar Portugal, fazendo entrar os turistas por Castelo Branco e mais uma vez atrai-los até à Covilhã. Nada contra, mas a imagem de marca turística usada foi a garganta de Loriga. Alguém se insurgiu ou barafustou? Tá quedo!

Tive também oportunidade de recentemente visitar o Covão dos Conchos e lembrar aos nossos conterrâneos que fica a 3 quilómetros da Lagoa Comprida. Isto porque, foi feito um vídeo que se tornou viral e que esteve numa página Instituicional da Covilhã por longo período de tempo. Alguém se insurgiu ou barafustou? Tá quedo!

Cem anos é muito tempo. E eis que, dessa gente dos cem anos leêm este texto e perguntam?

-Mas quem é que este gajo pensa que é?!

JotaP

Rate this item
(0 votes)