Jornal Letras do Alva   •   Director: Luís António Silva   •   Ano: III

Nos últimos 8 anos o PSD-Seia perdeu cerca de 4 MIL votos

Nos últimos 8 anos o PSD-Seia perdeu cerca de 4 MIL votos

O Jornal Letras do Alva quis saber "Qual "o" ou "a" principal culpado/a pela crise no PSD-Seia e lançou uma votação on line que terminou hoje pelas 20 horas.

Antes de passarmos à análise dos resultados queremos tecer algumas considerações.

O Jornal Letras do Alva naquilo que é a sua missão de informar de forma isenta, idónea e responsável nunca estará ao serviço de nenhum partido em particular ou algum movimento de cidadãos “independentes ? ” em geral. Como tal, não compete a este órgão de comunicação social apagar o passado de qualquer partido ou líder político local ou nacional. Não é essa a nossa missão. A nossa missão é acompanhar de perto aquilo que são as notícias e os interesses dos nossos leitores. Nada mais que isso. Não faz parte esta Direcção do Jornal de qualquer partido político, aliás como é sabido por muitos que nos conhecem. Nunca este jornal se deixará controlar por qualquer partido ou movimento político. Estamos cá para dar voz a todos da mesma forma.

Parece que a iniciativa que levámos a efeito sobre a colocação de um voto/sondagem para que os leitores “votassem” sobre quem estaria na origem da crise a que o PSD-Seia chegou incomodou algumas pessoas. Temos pena. Chama-se a isto DEMOCRACIA. Saber viver e conviver com opiniões contrárias às nossas, sondagens, votações, noticias e tudo o que seja comunicação entre os povos e as comunidades. É isso que faz um bom político e um partido ou movimento forte.

Chegámos hoje ao fim do voto/sondagem. Retirámos 3 votos porque houve tentativa de manipulação por parte de um (e)leitor que votou 3 vezes.

Naturalmente quando escolhemos os nomes a colocar à votação fizemo-lo de forma criteriosa e séria o mais possível atendendo aquilo que foram as últimas 3 lideranças da Comissão Concelhia do PSD-Seia, 3 lideranças que ficaram e ficarão para sempre associadas à “queda” dos números de votação do Partido Social Democrata de Seia, não sabemos quais as razões ou motivos, nem nos interessa, apenas nos baseámos naquilo que são as evidências públicas com os resultados dos 2 últimos actos eleitorais para a autarquia Senense e quisemos com este voto/sondagem tentar encontrar aqui alguma explicação sobre isso.

Apenas isso até porque a queda do Partido acontece depois das eleições autárquicas realizadas em 2009 onde o PSD obteve uma das maiores votações de sempre no Concelho de Seia e como tal não fazia sentido começar a sondagem desde aí, daí termos optado pela colocação dos nomes mais recentes dos últimos anos, a saber Tenreiro Patrocínio e Albano Figueiredo, Isabel Mamede e Fabíola Figueiredo.

Ninguém tem dúvidas disto porque foi a realidade.

Contudo podemos recuar a 2009 e fazer a análise dos números:

RESULTADOS DO PSD-SEIA ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

2009 – 6 MIL 239 votos

2013 – 4 MIL e 42 votos

2017 – 2 MIL 380 votos

CONCLUSÃO: Nos últimos 8 anos o PSD-Seia perdeu cerca de 4 MIL votos.

Quem foram as lideranças do partido neste últimos 5 anos? Albano Figueiredo (Presidente da Concelhia e Vereador pelo PSD durante 4 anos) e Tenreiro Patrocínio (Vereador pelo PSD durante 4 anos), Isabel Mamede (Presidente da Concelhia) e Fabíola Figueiredo (Presidente da Concelhia).

Outro dado indesmentível que demonstra claramente a “luta” vivida no partido nos últimos 5 anos que contribuiu para a queda dos números, tem a ver com as últimas duas lideranças. Isabel Mamede retira a confiança política a Tenreiro Patrocínio enquanto Vereador e a liderança de Fabíola Figueiredo retirou a militância a 18 militantes que juntamente com Tenreiro Patrocínio e Albano Figueiredo constituíram um partido que designaram de Juntos Pela Nossa Terra (JPNT) o qual desfragmentou o PSD em Seia.

Pensamos que estes dados são inegáveis por muito que alguns tentem agora sacudir a água do capote como se nada fosse com eles nem nada tivessem contribuído para que isto tivesse acontecido, pois é preciso saber quais os motivos que levaram duas lideranças diferentes a assumir tais atitudes. Pensamos nós que não o fizeram só porque sim mas porque teriam motivos sérios para que isso assim tivesse acontecido, os quais era bom poderem explicar publicamente.

Assim sendo, para finalizarmos, passando á análise dos resultados da sondagem, para os nossos (e)leitores que votaram no voto/sondagem, a principal responsável pela queda do Partido foi Fabíola Figueiredo (12 votos), seguida da opção “Outros” (6 votos) e de Tenreiro Patrocínio (3 votos) com os mesmos votos de Albano Figueiredo (3 votos) e por último Isabel Mamede (2 votos).

Por: Luis Silva