Jornal Letras do Alva   •   Director: Luís António Silva   •   Ano: III

Pais e Encarregados de educação indignados com os novos horários de entrada do 1.º ciclo no Agrupamento de Escolas Guilherme Correia de Carvalho

Pais e Encarregados de educação indignados com os novos horários de entrada do 1.º ciclo no Agrupamento de Escolas Guilherme Correia de Carvalho

Recebemos na nossa redacção um texto onde se refere que o horário de entrada de manhã para as crianças do 1.º ciclo do Centro Escola da Escola Dr. Guilherme Correia de Carvalho será 15 minutos mais tarde do que o habitual, ou seja, as portas da referida Escola de manhã só abrirão pelas 8h45 min em vez das 8h30 min.

Este novo horário segundo informações veiculadas na informação que recebemos tem a ver com a falta de pessoal auxiliar, com o horário de 4 POC´s e com a redução de horário dos trabalhadores com funções públicas para as 35 horas semanais tendo sido esta a solução encontrada pela escola e pelo município de Seia para fazer face a estas 3 condicionantes.

Ora, os pais e Encarregados de educação alertam quem fez este horário que esteja na escola a partir do próximo dia 17 e veja com os próprios olhos a confusão que vai ser, pois, lembram estes pais que a Escola e o Município de Seia (sector educação) não olharam ás dificuldades dos pais principalmente daqueles que não trabalham em Seia e depois de deixarem os filhos na referida Escola têm de se deslocar para os seus locais de trabalho em alguns casos distam mais de 15 minutos desde a escola até ao emprego o que com este horário a Escola e o Municipio de Seia estão a prejudicar gravemente a vida dos cidadãos Senenses porque simplesmente olharam apenas para a gestão interna derivada à falta de pessoal que tem sido uma constante nos últimos anos e este ano tudo indica vai ser pior mas também devido à redução do horário dos funcionários públicos para as 35 horas semanais, o que levou a esta alteração de horário, esquecendo-se e prejudicando gravemente a vida de alguns pais e encarregados de educação que trabalham para o sector privado e têm o patrão à espera à hora de entrada dia após dia o que se esperam muitos problemas relacionados com o atraso de entrada nos empregos.

Exige-se da Escola em causa e do Município de Seia que o horário seja novamente alterado para o horário que sempre existiu, ou seja, horário de abertura da escola 8h30min e questionam: Será que este horário foi apenas aplicado a esta Escola? Porquê?

E porque razão os Pais e Encarregados de Educação não foram ouvidos sobre esta matéria?

 

FOTO: Correio da Beira Serra