Jornal Letras do Alva   •   Director: Luís António Silva   •   Ano: III

Sebastião Carlos (Actor)

Sebastião Carlos (Actor)

Presença confirmada na II Feira Medieval de Torroselo é a do experiente actor do mundo do teatro, do cinema e da televisão, Sebastião Carlos. O actor vai animar a Feira Medieval interpretando a personagem de Frei Aparecido da Conceição, um frade da Ordem Menor que abandonou a ordem para se dedicar aos prazeres do Deus Baco e à sedução de mulheres roliças!
Fomos ao encontro do actor que prontamente se dispôs a conceder-nos a entrevista que se segue.

JLA - Sebastião como surgiu o convite para participar na Feira Medieval de Torroselo?
Sebastião – O convite aconteceu depois de eu enviar uma proposta para a Feira Medieval. A resposta foi imediata e positiva, o que me deu uma grande satisfação. Muito obrigado à organização.

JLA – Já alguma vez tinha passado por cá por Torroselo?
Sebastião – Será a minha primeira vez em Torroselo. Sei que recebem muito bem e que é uma terra de gente boa e divertida, por isso amigo Luis, imagina a minha vontade de estar convosco.

JLA – O que é que o público da feira pode esperar do frei Aparecido da Conceição?
Sebastião – O que o público pode esperar do Frei Aparecido são momentos de comédia, boa disposição, grande camaradagem, alguma malandrice, pois o frade só confessa senhoras. O meu amigo Luis nem imagina os pecados de certas senhoras... É claro que estes serão sempre um segredo bem guardado. Tudo isto num registo descontraído de grande cumplicidade com o público.

JLA – Animação de rua também é teatro? Se sim, quais os pontos em comum?
Sebastião – É teatro também, claro. Eu tive a sorte de trabalhar e aprender com grandes mestres. O Camilo de Oliveira, o António Assunção que era o Tó do Duarte e Companhia, trabalhei com ele 10 anos, fizemos alguns espectáculos em Seia, o Raul Solnado, a Maria do Céu Guerra, o Canto e Castro entre outros grandes mestres.

JLA – De entre o vinho do Dão, vinho do Alentejo ou vinho do Porto qual o mais apreciado pelo Frei Aparecido e porquê?
Sebastião – Vinho, cheio sempre. Um bom tinto do Dão, um queijo da Serra na companhia de uma mulher bonita, é o Paraíso na Terra.

JLA – Sendo um Frade não acha que é pecado seduzir mulheres roliças? E as outras?
Sebastião – Elas é que são as pecadoras , graças a Deus. Eu só as ouço, de preferência na sacristia, a sós. Roliças, magrinhas, altas, baixas, só confesso mulheres

JLA – Gosta do queijo e dos enchidos da Serra da Estrela?
Sebastião – O queijo da Serra é uma das 7 maravilhas do Mundo. Sou doido por queijos e para mim o número 1 dos queijos é sem dúvida alguma o da Serra. Adoro o cheiro que deixa no ar, o sabor escorregadio , costumo ter na sacristia para as senhoras de bom gosto.

JLA – Por último. Que mensagem quer deixar aos nossos leitores e ao nosso jornal que inicia aqui a sua caminhada na senda da divulgação do bom que se vai fazendo nas terras de Torroselo e Folhadosa?
Sebastião – Sobre Torroselo, sei que obteve o foral por D. Manuel I, em 15 de Maio de 1514. Tem vários monumentos de grande interesse, A capela de S. João, a de Nossa Senhora de Fátima, a de S. Bento, o pelourinho. Torroselo sempre se destacou na história do nosso País, como terra de gente boa, honesta e de grande carácter social. Será um prazer estar na vossa companhia.
Um grande abraço amigo Luis.